terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Como dizem, ano novo, vida nova, daí eu resolvi me antecipar e mudei a foto do perfil. Cansei da minha prórpia cara, daí coloquei uma enfermeira muito sexy, do jeito que eu fui um dia (hahahahaha), só prá ilustrar que eu me acho muito, nem que seja só como enfermeira!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Novela

Daí que eu não vou mais escrever minha novela, porque até eu fiquei de saco cheio. Mas tá beeeeem Manoel Carlos mesmo. Daí que a gente voltou a se falar - e dia desses foram altas horas na web cam de madrugada, são torpedos diários no celular e por aí vai...
Se esse troço render algo de concreto, eu posto.
Fui!

Ironia...

Vocês lembram do Professor? Prá quem não conhece a história, o Professor é um cara com quem já fiquei há muito tempo atrás, e que ano passado me reencontrou pelo Orkut. Saímos algumas vezes, mas eu resolovi saltar fora do lance quando percebi que ele só queria sexo. Tudo bem, eu também tenho meus dias que só quero isso, mas é que o cara era inconveniente, a ponto de me falar que eu só sirvo prá sexo, pois ele não namora com mulher que tem filhos (!).
Então, daí que eu fiz uma cagada muito grande, e perdi a rematrícula do Filhote no SESI, excelente escola, perto de casa. Vaguei por Vitória inteira atrás de escola pro meu baby, até que encontrei uma no bairro onde meu avô mora, um pouco distante, mas pelo menos é boa.
E adivinhem só que será professor de Educação Física do Filhote???
É, a vida tem cada uma...

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal!!!

Genteeeee!!!! Fodam-se vocês que acham muito piegas, eu quero desejar FELIZ NATAL prá todo mundo!
Amo vocês!!!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Então, tipo assim...

Passada e emoção do momento, voltamos a nos falar de outra forma. A nos olhar de outra forma.
Era prá ser assim. Mas daquele jeito me dá saudades. Muitas.
Então... Ele não estava tão afim de mim!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Abaaaaaa, Atitudeeeee!!!

E quem mais estiver. Deu tudo 100% errado. Tô mega triste.
Eu disse que não queria criar expectativas... Eu falei!
Pri, que merda! Ju, to carente de novo!
Miloca, que cu prá conferir

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

ATENÇÃO!!!!!

Noveleiras de plantão!!! No blog Solteira na Ilha, mais 4 capítulos da novelinha. Aliás, me dêem sugestões de nomes prá este folhetim barato, por favor!!!
Beijocas, e quero comments!!!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Novidades

Assim que meu querido blog do wordpress voltar a funcionar - não sei porque aquela bagaça é tão teimosa - conto prá vocês que rumo tomou minha novelinha.
Aliás, Atitude, sua bruxa, você me fez um vodu do amor, peste? Foi você falar que gostava de novelinhas, eu falar que não ia dar em nada, e a coisa deu um arranque, eita!!!
Em breve, descrição do capítulo de hoje!

domingo, 12 de dezembro de 2010

Eu também...

Cara, eu também penso. E, nessas horas, pensar pode ser uma atividade penosa...
Então, ontem a festinha foi superlegal. O velho ficou feliz pacas. Parte da famíla reunida, criançada correndo pela casa bagunçando, os velhos falando dos bons tempos e a moçada na varanda tomando gelada.
Gostosinho mesmo.

*****

Daí eu resolvi, às 1:30h ligar o netbook de bobeira. Papos da madrugada. Encontro o Mexicano que, papo vai, papo vem, me provocou bastante como de costume a ponto de me fazer ter uns sonhos daqueeeele jeito.
Esse sujeito ainda me vai me tirar do sério!

*****

Falando em tirar do sério, eu simplesmente me desencantei e não levo mais a sério a minha novelinha (sorry, Atitude!). Agora só pela diversão.

*****

Como eu devo ser filha de algum orixá relacinado à água, tão logo o dia amanhceu, me despenquei prá praia. Filhote se desbundou de brincar, e eu reapliquei o protetor solar dele, mas não o meu. O resultado é uma pessoa mais morena, mais assada e muito ardida que vos escreve neste momento. Logo eu, que nunca descuidei do bronzeado... Haja hidratante!

*****

Domingo é um dia preguiçoso. Dormi depois da praia, claro, e agora tô na casa de um tio, enquanto Filhote brinca com a priminha. Em casa, peguei pela metade o filme "O Curioso Caso de Benjamin Button", na HBO. Putz, ainda não tinha visto, achei muito lindo. Claro que chorei um bocadinho, e amei a parte em que a Daisy está na piscina, aos 43 anos, chorando por estar envelhecendo, na contramão do Benjamin, ele a consola e em seguida ela fala que nunca mais vai se entregar à autopiedade. Amei isso, cara!
E claro, achei um barato ver o Brad Pitt novinho, como nos tempos de "Thelma&Louise".
Bom resto de domingo prá vocês!
Até segunda!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Celebration

Onze de dezembro. Dia do aniversário do meu pai.
Temos um milhão de motivos prá comemorar e agradecer a misericórdia divina por nos permitir mas um pouco do convívio com o velho João. Hoje ele faz 65 anos.
Fizemos sessão nostalgia. Meu irmão comprou um home theatre ontem, o troço faz um som absurdo. Então estamos perturbando a ordem do condomínio ouvindo músicas da época do velho (de Fagner, que ele adora, a Jovem Guarda, passando pelos Beatles) no volume máximo. E, claro, tomando todas.
Saúde!

Diga adeus à gravidade...

...bem vindo à eternidade. Essa semana Nosso Lar ganhou um novo morador: Luís. Ele era garçon no meu bar preferido, o Abertura. E era nosso garçon preferido. Tinha sempre um sorriso no rosto, sempre bem-humorado, sempre solicito. Compreensivo, arrumava mesa prá gente quando o bar tava cheio, a ponto quase de pegar mesa no bar vizinho. Era sempre no lugar que a gente queria, na outra esquina onde os malas anti-tabagismo não preturbavam. Nossos pedidos sempre chegavam antes, não importava se tinham pedidos na frente.
Nosso Lar ganha o Luís. Nós ganhamos a saudade.
Que o Senhor o tenha!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Na madrugada

Ontem eu estava mega afim de sair. Mas como a grana anda curta e fim de ano é uma tentação prá gente gastar, resolvi ficar em casa tomando uma cervejinha. Depois que o Filhote dormiu, entrei no msn à toa, e encontrei coom Aba e Junião. O papo foi até quase 3 da matina, rolando tudo o que é assunto.
Muito bom. Adoro ficar de conversê com os amigos, mesmo que seja via net. Falando besteirol então, melhor ainda.
Hoje é feriado no município onde trabalho, por isso tô aqui de bobeira. Por isso fui dormir às 3 da manhã. Hoje é dia de Nossa Senhora da Conceição, Dia de Oxum.
Salve!

Ninguém merece!

Cólica menstrual! Saco!
Putaquepariu! Podem me chamar de paranoica. Mas porra, to aqui tomando minha gelada a essa hora - amanhã é feriado prá mim - e pensando no dito-cujo. Sim o tal que me faz carinho nas costas, como se já não tivesse mais nada prá fazer.
Tento, de boa, ficar na minha.
Aba me atazana as idéias. Ela acha que eu tenho que perder o medo e ir fundo. Mas sei lá...

domingo, 5 de dezembro de 2010

Hoje o dia amanheceu daquele jeito. Céu de brigadeiro. Filhote acordou antes, pulou na minha cama me dando beijinhos - morra de inveja, Bela Adormecida - me pedindo, quase implorando, prá ir à praia.
"Porra", pensei, "fiz as tattoos há 4 dias". Mas aí juntou: ele pedindo com aquele jeitinho, o sol invadindo a casa e o vento fresquinho logo cedo, a gente teve que ir buscar minha irmã em Vila Velha, passando pela Terceira Ponte, vendo a cidade lá de cima...
Eu fui! Não passei a manhã toda mergulhada na água com ele, como sempre fazemos, brincando. Mas fui! Branca de tanto protetor solar. E não me arrependo nem um pouquinho. Aliás, me arrependo de não ter ficado a manhã toda por lá!
Prá se ter uma idéia, como resistir a esssa beleza de lugar, onde chego depois de 10 minutinhos de caminhada?

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Mucama Atitude

Gente, fora de série! Recomendo o Atitude prá quem quiser se divertir.
Boa prova, linda!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Grande Dia

"Eu sou o samba, a voz do morro sou eu mesmo, sim senhor..."
Hoje é dia do Samba. E todo dia é dia de Samba.


Em homenagem, fotos do aniversário de um grande amigo, onde grandes nomes da música capixaba e do nosso samba se fizeram presentes.

Ouro de Mina! (Novas tattoos)

Eu fiiiiiz!!!! Olha só!


Esse foi o finalzinho do processo, quando o Lee tava fazendo o trevinho, que, aliás, ficou um mimo só!
Também retoquei uma frase nas costas, que fiz pro Filhote há 4 anos e meio. Daí não satisfeita com tanta dor (façam tatuagem no corpo todo, mas fujam das tatuagens nos pés; é uma TOR-TU-RA!!!), resolvi que podia homenagear mais alguém. Então...
Ciça é Cecília, minha irmã do meio - sem a qual eu não vivo, afinal, quem eu vou mandar tomar no cu vez ou outra? Ricardo é meu irmão caçula, o melhor irmão caçula que eu tenho (rsrsrs)
Digam: ficram liiindas!
E detalhe: quem fotografou foi a esposa do Lee, a Tatiana, um amor. Minhas tattoos foram um tremendo programa de família, com esposa levando almoço e as gêmeas (liiiiindas) brincando pelo estúdio. Uma delícia! E ele ficou cantarolando a música Sina enquanto preparava o material e tatuava. Foi show!

Pérolas Soltas

http://donalo.wordpress.com/2010/12/02/perolas-soltas/

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Grosseria

Hoje desci com Filhote prá comer churrasquinho e ele começou a jogar seu já famoso futebol de latinha. Umas crianças se juntaram a ele, e eu não sei bem quando, eles se desentenderam. Não deve ter sido nada demais, porque não ouvi choro de ninguém. Eu estava de costas. Instintivamente, me virei e vi um homem falando com ele. Meu filho correu rpo canto da praça, acuado e chorando. Levantei em um pulo e corri prá perguntar o que ele tinha feito. Se ele errou, eu corrijo. Tenho que educar.
O homem disse que falou prá ele parar de fazer o que estava fazendo. Eu perguntei: "moço, mas o que ele fez de tão grave?" O cara só falava nada, nada, e dizia que a porra do meu filho era mal-educado.
Respondi que a atitude dele também não era educada, e que ele chamasse a mãe da criança prá resolver, que tinha o mesmo tamanho dele. E disse: o senhor também defende seus filhos, porque eu não posso defender o meu? O sujeito praguejou, eu saí de perto. Vim embora revoltada, mas calada, prá não encompridar a coisa e piorar o estado do meu baby, que tava superabalado.
Agora, que ele dormiu, to aqui chorando. O que será que despertou tanto ódio naquele homem? Ele já devia estar com raiva, não é possível. Meu filho só tem 5 aninhos, faz coisas sem pensar. Ele é adulto. Porque não foi mais ponderado?
Porque ofender meu filho?
Gente, não é drama. Ninguém sabe o que é prá uma mãe ver alguém atacando sua cria. Eu cheguei ao extremo de pennsar em chamar o cara pro braço. E olha, ele ia apannhar feio, porque to igual a leoa ferida.
Vim embra e não paro de olhar meu anjinho dormindo aqui do meu lado, rezando prá Deus me ajudar a criá-lo, prá ele ser uma pessoa mais serna, prá me dar forças, e pro mundo ser mais tolerante.
Minha cabeça dói.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

Lembrete

 Não puxar assunto com Branco quando ele entrar no MSN.
Mudei a cara do blog de novo. Tô com faniquito, com fogo no fiofó. Não quero ficar quieta.
Não ficou lindo?

Mais das aventuras...

... http://donalo.wordpress.com/2010/11/28/arriba/

Por que se permitir é necessário!

O Diário

Gente, fora de série! Amo Bridget Jones! Assisti os dois filmes hoje, em um canal da tv a cabo. Estou acabando de ver o segundo. Às gargalhadas, claro, entre uma lágrima e outra por causa das incríveis semelhanças com minha vida de trintona.
Adoro o jeito estabanado dela, como ela se atropela com as palavras, mas é extremamente autêntica. Amo a autoestima dela.
E fora que o Colin Firth é um gato!

*****

Falando em filmes, hoje fui à casa da minha irmã e depois do almoço assisti a um filme enquanto Filhote brincava lá embaixo. "De Porta em Porta (Door to Door)", uma história real sobre um vendedor portador de paralisia cerebral que fez história nos EUA, Bill Porter. Lindo, emocionante. William H. Macy está incrível! Super recomendo!
Continuando na linha 'pipoca e guaraná', quinta eu peguei um filme prá distrair Filhote, que tava mega agitado. Ele escolheu "Alice".
Olha, em termos de efeitos, é tudo. E tem o tom peculiar do Tim Burton. Ma a história é fraquinha demais. Sem sal demais, eu achei. Gostei não! Acho melhor o clipe da Avril Lavigne com a música do filme do que o filme em si.Claro, tem Johnny, tem a incrível Helena B. Carter, mas eu realmente não gostei.

sábado, 27 de novembro de 2010

Rock

Em São Paulo, quando se sai, se fala que se vai prá 'balada'.
Em Vitória a gente fala que vai pro'rock'. Pois estou voltando agora do rock. E depois de umas 7 skols em trio e uns Amarullas sozinha, aindaacho uma façanha teclar!
Até amanhã!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Vandalismo

Tem greve dos motoristas de ônibus em Vitória, desde quarta-feira. Estão circulando apenas 50% da frota.
Daí que é pouco. A justiça julgou a greve legal, então não tem nem prazo prá acabar. Só que o patrão não quer saber se só passa um único ônibus por dia na sua rua. Eles querem que as pessoas vão trabalhar. A população se revoltou e botou prá quebrar. Literalmente.
Quebraram e queimaram 4 veículos, e depredaram outros 20. Quer dizer, quando a greve acabar, serão menos 24 ônibus nas ruas. É burrice!
Sei lá se eles estão embalados pela onda violnta do Rio, mas o povo tem que ser controlado. Se essa moda de incendiar ônibus pega, já era!
Detalhe: tivemos que sair às pressas da unidade de saúde, arrumando caronas, usando um carro da prefeitura, prá não ficarmos presos lá, sem hora prá conseguir voltar. Os outros 50% que circulavam foram recolhidos (claaaro!) das ruas.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Decidido

Já mandei a foto do trevinho entrelaçado pro Lee, que já me respondeu. Fará adaptação prá um trevo de 4 folhas. Dia 01/12, o primeiro dia do fim do ano, às 14h, estarei lá!

É... Tipo assim...

...eu tô afim de alguém pacas. Consultores, help, please! (perdi o jeito com essas coisas...ihihihihi!)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Quer me chamar de preconceituosa? Pois chame!

Domingo resolvi ir com meus pais e Filhote comer pizza. A pizzaria, melhor do bairro, fica a uma distância considerável, então fomos de carro.
Passando na frente de um clube, uma associação dos primeiros 106 moradores do bairro, tradicionalíssima, o que vemos?? Baile funk, com direito a sujeitos esquisitos de correntes grossas no pescoço e bermudão e meninas novíssimas usando o que eu chamaria de 'calcinha jeans', porque short seria bondade minha.
Na segunda feira, sai no jornal de maior circulação: tiroteio em saída de baile em Jardim da Penha.
Olha, eu vou falar muito sério: nosso bairro tem 41 anos. É um dos mais tradicionais da cidade. É referência. É charmoso, tranqüilo, o tipo de lugar bom prá se criar a família. Fica na beira da principal praia de Vitória, Camburi. Não é bairro nobre, mas pela excelente localização, tem o metro quadrado mais caro da Ilha.
Porra, daí a associação de moradores me faz o excelentíssimo favor de alugar o clube prá baile funk?? Cacete, teve tiroteio, eu passei por lá!! Podia ter sido vítima de bala perdida por causa dessa gentinha encrenqueira!
Pode me chamar de Alice no País das Maravilhas. Pode me chamar de preconceituosa, pode me processar. Eu sou radicalmente contra. A gente já tem que viver com a relalidade da existência dessa 'cultura' prá lá de inútil, e ainda tem que aguentar sendo empurrada goela abaixo? Pois defendo "eles lá, nós cá".
E quem não gostou, que coma menos!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dúvida

Eu vou fazer uma tattoo nova. No pé direito, prá homenagear meus pais. Vou tatuar a frase "Pai e Mãe, ouro de mina", da música Sina, de Djavan.
Junto com a frase quero um trevo de quatro folhas, prá representar a sorte que tenho de ter pais como os meus.
Quero pitacos sobre qual gravura destas é mais legal!
1)

2)

3)

4)

5)
A primeira é a que eu mais gosto. A penúltima só tem 3 folhas, mas pode ser adaptada. Aliás, não é problema pro Lee, um achado!!! Sempre passei na frente do estúdio dele, mas nunca tive curiosidade. Uma vez, minha amiga Kat se tatuou lá, no mesmo dia em que eu fiz minha lâmpada, ano passado. Daí eu fui lá de bobeira, perguntei quanto ficaria prá retocar o nome do Filhote nas costas. Gostei do estúdio, bem projetado, muito dentro das normas dehigienização e esterilização, mas fui embora e esqueci.
Daí que minha amiga Aba e sua filha se tatuam com ele, e o cara é um meeeeega artista. Fora que deve ser o preço mais barato do mercado na cidade. Vou lá semana que vem, depois posto foto do trabalho.
Super recomendo o Lee!
Então, qual deles??

O Ju

O Junião me ajudou a colocar o Human Calendar! Ai, ficou fofo!
Brigadão, Ju!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Saudade:

Substantivo Feminino
Lembrança melancólica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa(s) ou coisa(s) distante(s) ou extinta(s).

Mudança

Hoje me dei um sacode. Sim, um autosacode. O resultado foi eu saindo da minha zona de conforto, perdendo o receio e recuperando a autoconfiança.
Alguma coisa boa vai me acontercer amanhã. Depois eu conto!

*****

Aproveitando o post, não que eu tenha que economizar, mas já economizando... Acabei indo no tal churrasco da tal pessoa que me tratou como sei lá o quê. O toco do backup, como diz Aba. Pois é, fui, levei meu filhote, me diverti, meu filho se divertiu, tocou bateria com os caras da banda (aos 5 anos você não é nenhum profissional, então imagina o nível do barulho...). Até meus pais apareceram por lá. É que eu pedi prá eles buscarem o Filhote porque queria curtir um pouco. Como o grupo é grande, são muitos músicos, quando eles chegaram, ainda estávamos no chorinho e samba de raiz. Meu pai a-m-o-u, ele quase não sai de casa por causa do coração agora, e música bem tocada é uma delícia.
Quando a coisa pendeu pro lado do bom e velho rock'n roll, com direito à galera relembrando a adolescência e dançando selvagemente, meu nível alcoólico já tinha chegado no seu limite, botei meu pé na estrada e voltei prá casa, andando mesmo. Até prá melhorar no caminho. Na despedida, recebi um "muito obrigado, valeu mesmo pela presença, agradeça a seus pais por terem vindo mesmo que rapidinho, as portas da casa estão sempre abertas prá vocês".
Então, como diria a blogstar Roberta, a vida é bela!

domingo, 21 de novembro de 2010

Branco

O Branco é branco. Branco mesmo. E eu gosto daquela brancura toda.
Há poucas pessoas que eu posso observar de dizer: puxa, admiro você. O Branco é uma dessas pessoas. Eu adoro o espírito livre dele. Adoro a intensidade com que ele vive. Gosto de ouvir as histórias sobre as voltas dele pelo mundo. A vida, prá ele, tem que ser aproveitada ao máximo. Prá mim também, eu faço o que posso, mas eu gosto do jeito que ele faz. Curto prá caramba como ele tira fotos no museu de cera de Londres com a estátua do Sean Connery (Sir) ou faz tirolesa em Natal com a mesma cara. Aquela cara de quem diz: tô curtindo, e você?
O Branco não é de se estressar. Quando tem algo que lhe foge ao alcance, ele pensa: se não tem remédio, remediado está. Estresse não vai resolver mesmo o problema. Ele mantém a calma e segue adiante. Aí acaba resolvendo as coisas.
Ele não é ansioso como eu, e eu admiro isso também. Tudo a seu tempo, atropelar tudo não é bom. Paciência é uma virtude para poucos. Eu até já tive um dia, mas perdi em alguma curva do caminho. Mas o Branco não. A dele parece crescer a cada ano.
Ele tem sardas nos ombros. Muitas. E eu admiro as sardas dos ombros dele também.
Tem os cabelos cor de mel e os olhos cor de folha. E a pele dele tem cheiro de frescor, tipo grama depois da chuva. E eu admiro isso também.
E o Branco tem um gosto muito bom. E isso é tudo o que posso dizer sobre o gosto dele.
Escorpianos... Sempre tão sexies, tão misteriosos, tão fugidios. O Branco é um escorpiano típico, e isso nos torna parecidos demais. Daí eu acabo admirando isso também.

*****

Eu conheci o Branco numa tarde chuvosa de julho de 1997. Riam, conheci numa sala de chat do UOL. Daí, atraída pelo segredo do escorpião, viciei naquele bate papo, que passou para o telefone num instante tão rápido que não me lembro quando foi.
O Branco tem voz de taquara rachada. Hahahahaha, sim, ele não tem aquela voz sexy de radialista. Mas não me incomoda. Eu gosto de bater papo com ele.
E ele é um amigo incrível também. Daqueles que se doam, que se dedicam. É leal aos amigos. Os amigos dele devem se sentir orgulhosos.
E também é bom filho. É muito bonito ver a interação entre ele e a mãe. E a mãe dele também tem orgulho dele, eu teria.
Eu acho bonito do jeito como ele fala das irmãs, gêmeas e muuuuuito lindas. Eu tenho o maior carinho pelos meus irmãos, claro, mas acho bonito o entendimento entre eles.

*****

Hoje são 21 de Novembro. Ergo uma taça e brindo ao dia 21 de Novembro.
A você, Branco, todo meu carinho, toda minha admiração. A você, todos os beijos, todos os abraços, todos os cheiros, todo o tesão.
Feliz aniversário.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cuticuti

Meu Filhote lindo escreveu hoje sua primeira carta ao Papai Noel. Minha mãe o ajudou. é a coisa mais linda do mundo! Ficou aqui prá eu "colocar no correio". Claro que foi prá gaveta das lembranças, onde toda mãe guarda as gracinhas dos filhos.
Ele pediu um PlayStation! Que a avó prontamente comprou, hahahahahaha!!!
Mato quem contar isso prá ele, viram???

Uruca

Eu não estou nada bem. Estou com crise de enxaqueca desde ontem. Estou tão desanimada que nem fui providenciar os documentos pro meu plano de saúde que finalmente resolvi fazer. Eu nunca tive plano, usava a agenda docelular prá contatar os conhecidos e pedir socorro. Só que ninguém tá disponível o tempo todo, não pode ajudar o tempo todo e qualquer dia desses eu acabaria interrompendo a transa de alguuém. então, rsolvi fazer um plano. Mas a porra da dor tá me matando, então o vendedor que espere até amanhã.

Mudando de assunto, ontem meu amigo Mogrelo entrou no msn prá me dizer que sábado tem festa de aniversário do tal que me esnobou sábado no bar (não leu? vá ao Solteira na Ilha e confira!). Ele também vai comemorar o aniversário dele, que foi dia 03/11. Insistiu prá que eu fosse. Mas eu não vou. O sujeito não me convidou, a festa é na casa dele, eu não vou. Prá ser destratada? Saí fora, nem com autoestima em baixa eu me submeto a isso.

Eu penso que eu devia me benzer. Prá acabar com os problemas de saúde, prá exorcisar alguns fantasmas, prá trazer ânimo e bons fluidos.
E eu ainda penso que eu preciso muito de uma chegada no cantinho da parede...

domingo, 14 de novembro de 2010

Olha o desespero da pessoa...

http://donalo.wordpress.com/2010/11/14/rasgando-o-verbo/

De volta!!!

A última semana eu estive tão às voltas com as tarefas da minha pós que até chillique me deu. Claro que acabei por não dar bola prás coisas que gosto, como ler blog alheio e postar no PD. Mas voltei!
Mila e Ju, tô com saudades de vocês!!!

domingo, 7 de novembro de 2010

Bem Simples

Putaquiupa! No FoxLife tá passando um programa chamado "SPA Homens". Traduzindo: programa de cuidados para mancebos. Hoje vão falar de orgasmos! Sim, porque, como o paresentador disse, com aquela dublagem de novela mexicana, "sempre somos orientados a pensar no orgasmo feminino, mas, e nós?" Oi??? Sim, pensemos no orgasmo masculino! Porque não?
O negócio é o seguinte, meu filho: ou vocês adiantam, ou vocês atrasam, mas sempre chegam lá. Às vezes dura mais, às vezes nem tanto. Qual é a preocupação?
Agora vemos a matéria de mechas em tons dourados nos cabelos dos rapazes... Tem que ser feito em trancinhas, prá dar volume e textura!
Prá fechar, máscara relaxante com folhas de menta para os pés!
Caraleo, TV em dia de domingo é foda...

Empreendedorismo

Filhote fez uma que eu me encantei. O coisinho fez uma "barraca" de artes, e fez um monte de colagens, que ele vendia na barraca como arte. A barraca foi mantada nas cadeiras da varanda, e toda a família TEVE que comprar uam "arte" dele. Resultado: 10 real que ele vai usar prá comprar um boneco na lojinha perto daqui.
Isso aos 5 aninhos...


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Saí ontem com mnha amiga Aba e fomos a um barzinho ouvir uma colega minha tocar. Daí que na ida, já nos acabamos de rir por causa de um maluco trêbado no pontyo de táxi. Chovia a cântaros, táxi desaparece nessas horas. O bebum deu uma de cavalheiro e como ia pro mesmo lado que a gente, ofereceu seu o táxi (ele tava esperando primeiro) e nem pagamos a corrida. Beleuza!
Passamos uma noite gostosa, cara, adoro chuva! Eu não me intimido com toró caindo, se eu quero ir prá rua, eu vou mesmo com o céu desabando.
Daí procuramos mesa perto de quem fuma, porque não se incomodaria e onde fomos parar? Do lado de duas bibas! Sei lá, virou rotina! Hahahahaha!! Mas essas eram mais comportadinhas.
Hoje me dedico unica e exclusivamente a existir, sem sequer fazer algo prá justificar minha existência. Só boboiando.
Eita, feriado bom..

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Aproveitando

Já que estou com os anos em festa, completando mais uma primavera, resolvi mudar a cara do blog. Escolhi esse bonitinho porque tem imagens de colibris, e no ES tem inpumeras espécies, cada um mais fofo que o outro.
Espero que gostem!
(mas se não gostarem, dane-se; eu me amarrei)

Azeda

Amanhã é meu aniversário. E eu tô num mal-humor da porra.

*****

Hoje começou a chover em Vitória, depois de quase um mês de céu nublado. Curioso, sempre no meu aniversário chove. Ano passado começou a chover no dia e foi um mês direto de chuva. Mas não ligo. gosto de chuva, do barulhinho bom no vidro do carro e do cheiro de terra molhada. Sempre ouvi minha mãe dizer que chuva num dia importante prá gente é sinal de bênção. Que tudo que ocorre, tipo casamento, em dia chuvoso, dura.
Então, se chover amanhã, tomara que eu tenha mais 34 outubros pela frente...

*****

Prá não dizer que estou azeda de todo, hoje passei um tempão rindo com as pérolas do filhote.
Sempre ensinei a ele que não me pedisse brinquedo-porcaria, que quebrasse logo. Coisa frágil demais não presta, mesmo sendo prá bater na brincadeira, acho jogar dinheiro fora.
Eu vi que ele tinha usado meu netbook prá jogar. Ele joga joguinhos infantis, tem uma destreza danada. Daí fui falar com ele:
- Filho eu vi que você usou o computador da mamãe prá jogar... Lembra que te falei prá não jogar com ele?
Sempre falei porque ele se empolga, aperta as teclas com força, bate na empolgação, e netbook é tão fragilzinho, né? E ele:
- Porque?
- Porque pode quebrar, filho!
- Xi, então você comprou um computador-porcaria, mãe?
- ...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Banalidades, besteiragens e pão de queijo

Eu sou povão. Sou mesmo. Gosto de tomar cerveja, não ligo se o betequim é simples, gosto de samba de roda (mas samba de raiz, que não tenho mais estômago prá pagode nessa vida), gosto do churrasquinho da esquina. Até como uns sushis vez ou outra, gosto do líquido de Baco numa noite fria, mas eu sou povão.
Então eis que hoje estava com minha mãe numa loja do povão. Esses magazines que vendem de tudo e mais um pouco, "bom, bonito e barato, minha gente!". Minha mãe olhava umas calças sociais pro meu avô, que faz 80 primaveras amanhã, eu peguei umas roupinhas pro Filhote (camiseta do Ben 10!) e fui olhar umas toalhas com barrado prá bordar, numa banca do outro lado.
Eis que adentra a loja uma senhora. Pela aparência de chiclete esticado, devia ser quase centenária. As mãos, então, minha Nossa Senhora do Bisturi Elétrico! Elza Soares perdia feio!
Salto altíssimo, bolsitcha Louis Vuiton, e a senhora sacodia a chave do carango importado enquanto gesticulava e falava com voz da Dona Benta. Eu troquei meus olhares com minha mãe, prendi o riso e continuei escolhendo as toalhas prá bordar (não sei se já comentei aqui, sou uma bordadeira de mão cheia, competente, caprichosa e, claro, modestíssima). Haviam toalhas de toda sorte, marcas boas e marcas inferiores. Eu não bordo nada em toalha muito ruim, porque a qualidade do trabalho vai por água abaixo.
Pois a senhora foi enchendo as mãos da pobre vendedora de toalhinhas. Claaaaro que eu reparei: ela foi na banca das toalhas baratinhas, tipo R$ 1,99. Essas toalhas são ásperas e deformam com o uso.
Continuei reparando e vi que, no balcão, a mulher tirou algumas toalhhas, não levando quase nada. "Ai, não vou levar isso tudo não, lindinha! é só toalhinha pro lavabo!"
Eu e minha mãe saímos da loja aos risos e comentei: é por isso que sobra grana prá plástica! Fico imaginando as aparências na residência da criatura... Tudo muito bonito... MAS FOI COMPRADO NA LOJA DO POVÃO!!!!
Daí, eu que conheço bem esse tipo de gente, bem de perto - depois conto porque - me acabo. A gente vai na casa dessa gente e a pose é uma coisa. Pois olha, se for ver de onde vem... E eles arrotam que é tudo importado - mania de pobre! Nada mais cafona.

*****

Falando em cafonice, ontem atendi no PA um paciente chamado Odair José. É claro que lembrei do cantor, homenageado não há muito tempo pelo Pato Fu, bandinha mineira que amo. Comecei a cantarolar "Pare de tomar a pílula" e a moçada lá da classificação de risco pegou no meu pé às gargalhadas.
Tá, cambada de bestão! Perguntei se alguém conhecia a atriz Patrícia Pillar. Sim, claro! Pois é, seus tapados, ela dirigiu um mega documentário sobre Waldick Soriano, pouco tempo antes da morte dele. Sou louca prá assistir. E ensinei quem era o Waldick. Falei prá eles que amava Reginaldo Rossi e foi outro festival de riso. Porra, o cara é um baita intelectual. Foi perseguido na época da ditadura militar, e tem uma bagagem cultural incrível. Adoooro ele!
Essa juventude tá perdida, meu Deusinho do Céu! Se perguntar a cor da cueca do Justin Bieber, todo mundo vai saber...

*****

Voltando prá casa, eu e minha mãe rindo dentro do carro da nobríssima senhora comprando toalhinhas na loja do povão, recordei do episódio que vivi com minha irmã no Shopping Vitória.
Dentro da C&A, há uns 15 anos atrás, duas senhoras, numa época de Natal, numa muvuca do cão, falavam enrolado uma com a outra e deixavam a vendedora louca. Na época eu estudava francês (hoje não lembro mais nada, não pratiquei e parei de estudar). A cotadinha da vendedora, de emprego temporário de alta temporada, louca prá mostrar eficiência e ser efetivada, perguntou de onde elas eram. Como eu vi que as senhoras não davam a menor pelota prás perguntas da moça, me meti a ajudar. Cheguei e me apresentei em francês, que era o idioma que elas tentavam dar a impressão que falavam. Perguntei o país de origem e elas disseram: France. Pois eu iniciei um diálogo e elas me olharam, se olharam e falaram:" Ãhn?! Je ne comprendo!"
Hahahahahahahahahahahahahahahahahaaaaaaa!!!!! Virei prá vendedora e falei em bom português (bom, se elas não entendiam meu idioma, não iam se importar com o que eu dissesse, neam?): "minha filha, essas duas deve ser lá de São Pedro (um bairro paupérrimo, miséria pura mesmo). Não se estressa não."
Ai, meu povo, as mulheres me fuzilaram com os olhos!!!
Acabei de lembrar o causo rindo sozinha estacionando bem na frente da padaria que faz o pão de queijo mais gostoso de Vitória. Daí rumamos prá escola prá buscar Filhote.
Eita vida...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Vingança

Eu nunca assisto a esses reality shows da vida. Na Rede Record tem uma tal de Fazenda, minha mãe adora.
Eu não gasto meu fosfato assistindo. Mas eis que ela comentando hoje sobre o tal programa, eu fui me inteirar prá poder manter o diálogo. Daí ela mandou colocar na Record, que tinha o Hoje em Dia com a Geisy Arruda, a tal da UNIBAN. Ai-ai, vou eu ver a menina fazer estrogonofe com Edu Guedes.
Aquela conversinha bestinha de sempre, minha mãe comenta: "tadinha, ela é tão bobinha". Minha mãe tava revoltada porque a menina tinha sido muito humilhada pelas mulheres gostosonas da tal fazenda, que no fim também vivam de exibir el cuerpo.
Eu, que nunca fui de filosofar sobre celebridade instantânea, falei: "Quer saber de uma coisa? Eu acho muito bom, mesmo, que essa moça esteja fazendo sucesso. É a maior vingança dela contra o povinho que escrachou com ela."
Todo mundo gosta de jogar pedra na Geni, às vezes sem  enm saber porque. Só porque alguém falou, que ouviu de alguém, que fulano não presta. Pronto, tá armada a confusão.
O baixíssimo nível cultural do povão brasileiro acaba por aceitar a transformação dessa gente em celebridade. Todo mundo bate palma prá pessoa, que não fez nada, que não acrescentou nada pro país, que não sabe sequer se expressar.
Mas eu gostei mesmo assim! Meu lado mulherzinha se sentiu vingada! Toma putada, me escracharam à vontade, agora quem anda de carrão zero Km que vale 100 mil pratas sou eu!
Só de vingancinha! Hahahaha!!!

domingo, 17 de outubro de 2010

Ontem à noite

Eu e Aba sentadas no Abertura (bar que já foi muuuuuuitooooo bom, hoje é apenas legal, mas a gente vai por hábito) e uma mesa ao lado da nossa, cheia de pós-adolescentes espinhentos reclamando da fumaça dos cigarros. Ela teve que se levantar, é a bendita da lei. Daí ela foi ao banheiro e um cara da mesa do outro lado pediu guardanapo prá mim. Entreguei e comentei que ninguém tinha chamado atenção dele, pois ele também estava fumando. Aí a figura fala:
- Ai, racha, senta aqui com a gente na nossa mesinha!
Aaaaahhhh! Racha!!! Coisa de viado!
Pronto, mudamos prá mesa das duas bichas fofééérrimaaas e nos divertimos com os papos. Uma (a do guardanapo) é decoradora e a outra é médica dermatologista (formado na Suíça, um luuxo!).
Rimos, brincamos, falamos mal de quem passava, da bunda de um, do sapato da outra e por aí vai.
No final da noite, eu e Aba ainda ganhamos sessão de lifting de grátis, que começaremos ainda essa semana. Ficaremos com pele de bundinha de bebê, lindas e gostosas. E o Doutor ainda me prometeu que acaba com meu problema de peso. "Vou te ajudar, você vai ver se eu não te faço eliminar peso rapidinho". Bom, sei lá como, mas se ele ofereceu de bom grado, eu é que não recuso. Além disso, vou falar: um papo muito sério, muito profissional. Claro que a gente não deixa desconhecido passar merda de galinha na nossa cara achando tudo um barato, mas me inspirou confiança. 
Se vai rolar ou não, não sei, só sei que adorei a night, me diverti pacas e ganhei duas gracinhas de amiguinhos!
Adoooooooorooooo!!

Dããã...

A tapada aqui esqueceu que em horário de verão, no começo, a gente adianta uma hora, e não atrasa, como eu havia dito. Bom, em todo caso, no meu lindo relógio dourado ainda são três e pouco da matina e meu netbook, inteligentérrimo, já marca quatro e qualquer coisa. Tanto faz, rsrs!!
Acabo de chegar de uma noite que tinha tudo prá ser um cu, mas que foi super legal. Meu alto nível de rum não me permite descrever muito, mas amanhã estarei melhor e conto tudinho.
Beijos!

sábado, 16 de outubro de 2010

Esperando

Detesto esperar. Estou esperando minha amiga prá sair comigo, prá gente tomar umas caipiqualquercoisa num barzinho e relaxar dessa vida louca.
Mas eu deteeeeesto ter que esperar. Por mim, já tava na rua, que era prá aproveitar mais tempo. Mas tá bom.
Ontem foi aniversário da minha irmã. E também dia dos professores, e ela é professora. Fizemos churrasco improvisado na garagem da sogra dela, e minha mãe fez um bolo de chocolate que estava obsceno de tão bom. Me desbundei de comer!
Dia 27 é o meu. E eu quero comemorar os 34, com certeza!
Ei! Hoje começa o horário de verão! Tenho uma hora a mais prá zoar. Vou lá me arrumar logo.
Bom sábado prá todo mundo!

domingo, 10 de outubro de 2010

Bom dia! Hoje é 10/10/10. Sei lá o que significa, uns dizem que é dia de confissão, outros de purificação. Eu digo que é um número legal. E amo o mês 10, mês em que nasce gente nota 10. Que nem eu! Hahahahahaha!!!

sábado, 9 de outubro de 2010

Coração de mãe

Hoje antecipamos o dia das crianças em casa e distribuímos presentinhos prá pirralhada toda. Delícia ver os olhinhos brilhando. Desde a manhã a tchurminha não parou de brincar. Mal almoçaram!!!
Essa noite foi meio angustiante prá mim. Conversando com uma amiga ontem, entramos no assunto do momento, a menininha Joanna, evidentemente assassinada pelo pai e pela madastra, após visíveis sinais de tortura física e psicológica. Minha amiga Aba também é mão, sua filha já tem 24 anos. Mas ela também criou-a sozinha, sem a presença do genitor.
O caso é que ficamos lá, horrorizadas, comentando o caso e não sei se fiquei muito impressionada, acabei sonhando que meu Filhote tinha morrido. Eu chorava compulsivamente e vagava pelas ruas de um lugar desconhecido cheirando uma camisetinha dele - eu sempre comentei que olfato de mãe existe. O cheirinho do meu filho eu sinto de longe. Gritava "mataram meu bebê!". Acordei suando em bicas, com falta de ar, ofegante. Sentei rápido na cama prá observar meu bonequinho, que dormia candidamente na cama de baixo. Acordei-o, levei prá fazer xixi antes que "chovesse" na caminha dele e voltei prá cama às lágrimas.
Morro de medo que me aconteça uma coisa assim. Como essas mães vivem depois de uma tragédia dessas?
Orei muito, mas o sono demorou a chegar. Preferi atribuir tudo aos salgadinhos que minha amiga me deu e eu comi demais (sim, eu ainda não estou fazendo dieta).
Coração de mão é uma coisa...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Te cuida, Dona Lô!!

Acabei nem contando o que aconteceu sexta passada. tive um pico hipertensivo. Minha pressão foi a 160x100, quando o normal e´100x70 ou menos. Minha cabeça doía tanto, meu coração parecia que ia explodir. Saí de casa com um mal-estar, e piorou no caminho pro serviço. Naquele dia eu tinha ido de carro. Deus me levou até o posto de saúde, porque nem lembro como cheguei lá.
Minha visão tava turva, tinha ânsia de vômito. Fui medicada lá mesmo, dormi por 3 horas direto depois. Ainda assim, não posso dizer que minha pressão chegou a um nível aceitável. Ainda está alta.
Daí no sábado saí com Filhote prá levá-lo prá brincar e, na volta, passei numa lanchonete e comprei dois sanduíches prá gente. Como lá desde criancinha. Superconfiável. Lanchamos por volta das 21h e fomos dormr às 22h. às 3:15h eu acordei passando mal. Levantei, tomei remédio, mas meu estômago revirava. Liguei a TV prá distrair e tava passando "Julie&Julia". Cara, tanta imagem de comida, aí é que passei mal mesmo. Às 4h estava abraçada ao bocão no banheiro, descomendo. Depois da golfada felomenal, consegui dormir. Domingo acordei dolorida.
Bom, mais sinais de alerta que isso, impossível, né?
Prometo que me cuido. Prometo prá mim mesma, prá mim, mesmo, mesmo. Prá ninguém mais.

sábado, 2 de outubro de 2010

Resultado do abuso...

Sempre enfiei o pé na jaca. Vivia atolada nela. Sempre fui boêmia, sempre curti até o último minuto. O resultado de tanta farra foi o desenvolvimento de uma hipertensão arterial.
Sim, tive um pico sexta passada e ontem tive outro. Passei mal no serviço, precisei ser medicada por causa da dor de cabeça.
Como eu já pensava mesmo em reativar o PMZ - lá eu digo porque parei - agora não preciso de razões e não tenho desculpas.
Com o problemão todo do meu pai, acabei me afundando ainda mais na minha ansiedade patológica. Comi demais. Ganhei ainda mais peso. Daí minha saúde foi pro brejo mesmo.
Tenho meditado, tenho exercitado meu autocontrole. Vou tirar o pé da jaca e calçar um tênis, me cuidar porque nesse ritmo não chego aos 40. Me apavora o fato de ter que tomar anti-hipertensivos. Há tempos perdi minha mobilidade prá brincar com meu filho. Chega!
Algo de novo está para acontecer. Estou excitada com a idéia!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Ufa!!!

Terminei! Amanhã seria o último dia prá postar as tarefas da pós no tal do Moodle (trocinho chaaato...), e eu só resolvi por a mão na massa essa semana. Mas fiz. Espero que esteja certo.
Cara, briguei feito louca pela vaga, e queria muito fazer. O cruso é bom, adorei as rodas de discussão. Mas devo ter perdido o jeito. Meu saco tá cheinho da silva com esse negócio.
Aviso aos amigos: saco, o blogger deve estar de marcação comigo, porque eu simplesmente não consigo dar pitaco em nenhum blog! Nada de coments prá Dona aqui. Mereço...

domingo, 26 de setembro de 2010

Satisfação

Gente, ontem foi um plantão da-que-les. Foram 12h classificando (e não triando, é bom frisar) todos os pacientes que procuraram o Pronto Atendimento. Minha outra amiga e colga Enfermeira atendeu 101 pacientes. eu atendi 87. Achei um número bom prá primeira vez.
Vimos o PA andar como nunca, o atendimento foi mais dinâmico, o que não era de fato urgência/emergência foi encaminhado pro seu destino certo e fechamos o plantão com apenas 7 pacientes aguardando. Não é o ideal, mas foi só o qurto dia e é muito diferente dos 200 pacientes esperando ao final de um plantão.
Mas o que eu mais gostei foi retornar ao ambiente hospitalar. Na faculdade, eu tinha preferência pelo serviço da instituição, mas desde que me formei, só fiz Saúde Pública. Só ESF (Estratégia de Saúde da Família) ou rede básica. Tá, é meu trabalho também, é a base, a prevenção. Na atenção primária o foco é justamente reduzir o número de pacientes que precisam procurar os hospitais por agudização dos agravos. Mas outras questões sempre vão acontecer, e eu amei voltar prá esse outro lado da coisa. Tava com saudades.
Daí minha colega me deu carona até o bairro dela e eu peguei o ônibus errado. Achei que ia chegar mais cedo em casa, e acabei chegando no mesmo horário que chegaria se tivesse pego ônibus por lá mesmo. Morri de rir de mim, e fiz tanta graça com a coisa que o motorista do ônibus certo, que eu tive que pegar no ponto final, até me deixou entrar por trás e nem paguei ouutra passagem.
Reflexos do bom humor causado pela satisfação profissional!
Gente, tô pensando em reativar o Projeto MeiaZero!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Loucura

Vira e mexe a gente lê no jornal reportagem de gente que nunca teve envolvimento com tráfico de drogas sendo presa. Não faz muito tempo uma mulher foi presa depois de uma denúncia de que ela escondia drogas em casa. Na verdade, ela "alugava" seu apartamento por R$1.000,00/semana (!) pros traficantes guardarem drogas lá. Ela era uma senhora de bem, mas tinha ficado viúva e desempregada, se desesperou (gente assim é prato fácil) e aceitou o "aluguel".
Ontem eu passei por uma situação que me fez ver bem de perto essa realidade. O bairro onde trabalho é um dos mais perigosos do ES. Eu tinha ido resolver um problema na CME e quando voltei à minha sala um homem me esperava. Perguntou se eu era a "Enfermeira Chefe". Falei que sim e ele disse que precisava de ajuda prá um amigo que estava passando mal. Pedi prá ver o cara e ele falou que o amigo não estava na unidade, estava 'num lugar por aí'. Ele queira que eu fosse ao tal 'lugar'. Expliquei que eu não podia me ausentar da unidade, mas que se ele me falasse o que o cara tinha e me passasse os dados dele, eu pedia uma ambulância imediatamente pra ele. Daí o sujeito respondeu que o amigo dele tinha uns 'problemas com o judiciário' e que não podia sair de casa. Mas que eles pagariam "dois mil real ou mais" prá que eu fosse até o cara. Saí pela tangente, falei que ele já tinha pagado meu salário quando pagou seus impostos (vai saber se pagou, mas eu tinha que ser muito gente boa com ele), que era ilegal eu cobrar, e que também era errado eu atender sem médico, afinal não poderia prescrever nada. Insisti prá me passar os dados prá remoção e ele saiu falando que ia pensar, nao sem antes insistir mais um pouco prá eu aceitar os dois mil.
Fechei a porta e fiquei uns 5 minutos pensando naquilo. Caramba! Não é que em algum momento eu tenha pensado em aceitar, mas dá prá imaginar? É muito tentador! Dois mil reais na mão, assim, só porque eles queriam. Quem não gostaria?
Nada justifica uma pessoa se envolver com essa gente. Mas se você pega uma pessoa mais fragilizada, desesperada, como a senhora que eu citei, gente, os caras fazem a festa em cima. É assim que se envolvem pessoas até então de bem nessa sujeira.
Porra, eu tô precisando de grana, mas não prá ir com não sei quem, prá não sei onde, ver sei lá o quê em sei lá quem que tá fugindo da justiça. Tenho um filho de 5 anos prá criar. Sou honesta, e jamais negaria assistência a ninguém, mas não me meteria com coisa errada também.
E fiquei de cara com a naturalidade do sujeito, que não devia nem ter 30 anos. E fiquei deveras chocada de como tá mais perto da gente do que imaginamos. Essa imundície toda está batendo à nossa porta.
Passei o dia passadinha que nem camisa na lavanderia...

Cuspindo pro Alto!!!

Hahahaha!!! Sim, eu também cuspo, Dona Miloca!!!
Não reclamei da questão do Protocolo? Pois eles estão feito doidos  procurando profissionais prá trabalhar, pois aumentou a demanda de trabalho e o pessoal não é suficiente. O quê aconteceu, o quê?? Dona Lô vai trabalhar (e ganhar por isso!) fazendo um extrazinho bááásico no PA, fazendo classificação de risco! Começo esse sábado, 12 horas da pauleira. Não vou dispensar, com o problema do meu pai, toda grana extra é bem vinda.
Caiu bem nomeio da testa! Quáquáuqá!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Retorno

Amanhã volto a trabalhar depois de uns dias de férias e outros de licença prá cuidar do pai. Até sinto falta do serviço, mas vou ser honesta: não queria ter que voltar lá prá aquela unidade. Não gosto de lá. Fico infeliz.
Vou continuar tentando sair de lá.

*****

Falando sobre trabalho, eu vou ter que arrumar outro emprego, prá ajudar no orçamento em casa e não deixar o meu virar uma bagunça ainda maior do que já está. Mas aí é que tá: eu estava pensando em fazer algo completamente diferente do que faço. Só prá variar. Fazer o diferente. Mas é só uma idéia. Vamos ver o que me aparece.

*****

Estou fazendo uma pós-graduação que a prefeitura está pagando. Beleza! Mas é tudo no tal do Moodle, e eu achei aquilo com cara de facebook tupiniquim criado por algum nerd num quintal. Detestei mexer naquela coisa. Mas tá bom.

*****

Vou voltar a bordar, na medida do possível. É incrível como faz falta a gente fazer o que gosta. Tenho sentido muita falta de fazer o que me dá prazer. E estou com vontade de fazer um monte de outras coisas. Quero fazer outra tattoo, quero fazer aulas de dança (salsa, prá ser mais específica), quero viajar (isso vai demorar). Sei lá, apesar de as coisas estarem assim, meio pesadas pro meu lado, tô com um ânimo danado. Pode ser só fé, pode ser hormônio desregulado, pode ser um monte de coisas. Mas eu não quero nem saber: vou aproveitar a boa maré.

*****

Acabou de passar no jornal local: o Protocolo de Manchester - uma classificação de risco criada na Inglaterra - vai ser implantado em todos os PA's de Vitória e Serra. Eu já estou sendo capacitada prá aplicá-lo, quando for determinado, na unidade de saúde. Daí o CRM já mandou recado dizendo que a classificação não pode ser feita por enfermeiros.
Primeiro: É ridículo, porque temos capacidade prá reconhecer uma urgência/emergência quando vemos uma.
Segundo: A lei que regulamenta o exercício da Enfermagem não passa pelo crivo do CFM, então estão metendo o bedelho onde não foram chamados
Terceiro: O Protocolo foi criado principalmente por enfermeiros. Helloooo: a Enfermagem inglesa é a melhor do mundo, né?
Quarto: Se eles forem fazer classificação, vai ser um tumulto danado. Oras, que paciente vai aceitar sentar na frente do médico, responder meia dúzia de perguntas e ouvir do médico que ele tem que procurar a unidade de saúde porque o caso dele não é urgente? Vai logo falar: "se você é médico, porque não me atende?" Dá prá perceber? Se o médico faz classificação, vira consulta. Eles querem desafogar os PA's, reduzir a sobrecarga sobre eles mesmos, e dão um tiro no pé desses?
Eles estão procurando cabelo em ovo. Pois eu acabei de ouvir a reportagem e pensei: "ok, se eles forem embaçar, eu cruzo meus braços e sento no meu camarote prá ver o circo pegar fogo".
Quer saber? Eu não brigo mais. Classificação é coisa seríssima. É muta responsabillidade, qualquer erro pode encaminhar o paciente por uma via incorreta. E é claro que a gente não vai receber nenhum centavo a mais por assumir mais essa responsabilidade. Se quiserem que a Enfermagem não assuma, sei lá, acabo nem falando. Só registrei aqui o que eu penso sobre o nariz sendo metido onde não foi chamado.

Bem que eu precisava

Dia 01/10 tem O Teatro Mágico no IlhAcústico, uma casa de shows maravilhosa no alto de uma montanha no final da praia de Camburi.
Adoooooro O Teatro.
Bem que eu precisava...

domingo, 19 de setembro de 2010

Ando cansada

Por isdso que eu nem tenho escrito nada. Tá me faltando energia... Esse negócio de ser o braço forte da família é pesado pacas. A gente absorve demais os problemas. Vai acumulando tudo e às vezes nem dá tempo de descarregar.
Tô cansada prá caramba. Tô mesmo.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aos poucos

Voltando devagar.
Paizão tá em casa. Mas não tá 100%. Precisa fazer umas pontes, revascularizar. Estamos esperando o restabelecimento dele prá isso. Mas estamos por aqui.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

News from Vitória

Então... Apareci! Vamos às notícias:
Meu pai melhorou. Das sequelas, a única que permaneceu foi a afasia. Ele não fala. Mas já estamos providenciando fonoaudiólogo prá ele. Amanhã é o dia do cateterismo. Mas ele está bem, lúcido, lê o jornal todo dia e a gente tem que ficar informando prá ele a quantas anda o Fluminense no Brasileirão.

*****

Hoje chegou uma colega nova prá trabalhar comigo na unidade de manhã. Só que hoje eu entrei de férias! Fui lá só recepcioná-la, fui muitíssimo com a cara dela, mas, por vias das dúvidas, vou manter um pezinho atrás e não dar brecha prá que aconteça com ela o que me aconteceu com a outra colega (lembram que eu viva reclamando?)

*****

Hoje é aniversário de uma superamiga minha e também da cidade de Vitória. São 459 anos da Ilha do Mel, meu lugar. Só que a Cidade Sol está debaixo de um chuvão danado. Confesso que tô adorando, porque o clima tá muitíssimo gostoso prá dormir. Como minhas férias começam hoje, claaaaaro que amanhã eu vou aproveitar mais meu colchão. Só lamento pelo pessoal que ia ver Elba Ramalho lá na praia. Debaixo dessa chuva fria não rola meeeesmo.

*****

Minha prima cria cães da raça yorkshire (é assim mesmo?) prá vender e já prometeu prá minha mãe que vai trazer uma fêmea. Resultado: Mamis e Filhote ansiosíssimos pela chegada da Nina. Mila, olha que delícia!!! Faz quatro anos desde que Pingo (nosso pinsher) morreu. Vai ser bom ter um companheirinho de novo em casa!

*****

Infelizmente a ansiedade dos últimos acontecimentos deixou sua marca: não sei nem quantos quilos eu ganhei. Estou enoooorrrmeeee, sem NENHUMA calça jeans que me sirva, e me sentindo muito mal. Agora, passado o período de tensão maior, tenho mesmo que me cuidar. Meu corpo não está suportando.

Aos poucos, retorno.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Mais orações!

Gente, quando pensávamos que tudo estava bem, meu pai sofreu um AVC isquêmico. Hoje foi colocada sonda prá alimentação, porque ele não consegue deglutir, e o risco de ele se engasgar e aspirar a comida é muito grande. Estamos lutando a cada dia pela melhora dele.
Orem e torçam por nós! Obrigada!

sábado, 28 de agosto de 2010

O empata

Lá no Solteira na Ilha tem o desfecho da história do empata (leaim aqui)!

Obrigada!

A todo mundo que orou, que torceu, que deu força, que mandou bons fluidos. Meu pai está beeeem melhor. Já saiu do risco maior, não precisa mais nem ser monitorado. Está internado prá fazer os exames, que começam segunda. Ufa, foi um susto, mas tudo vai acabar bem!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pedido de Oração

Ou boas energias, bons pensamentos, o que for. Meu pai sofreu dois infartos, e, embora esteja lúcido, seu quadro ainda inspira muitos cuidados. Aos amigos, peço que orem, torçam, façam figa, qualquer coisa, pro velho melhorar logo. Se eu sumir por uns tempos, ja sabem.
Beijos

domingo, 22 de agosto de 2010

Com classe...

Hoje meu gênio de escorpiana foi provocado com força.
Começou com o McDonald's. Meu filho passou a semana toda e o domingo inteiro pedindo o tal do lanchinho que vem com brinquedo. Ok, fomos, lanchamos e ele pediu sorvete. Filhote é uma criança de paladar atípico, que ama tomate, come a maioria das frutas, não gosta de arroz nem de feijão e não como, de jeito nenhum, a casquinha do sorvete. Então, quando eu compro a casquinha de chocolate dele, sempre peço um copo prá colocar o sorvete e como a casquinha, porque não tenho dinheiro prá jogar fora. A bendita da lanchonete, prá começar, não vende sorvete no copo. Pombas, falta de opção pro cliente. Outra: tem um tal de um quiosque lá do lado de fora prá gente comprar sorvete. Pode comprar lá dentro, mas eles pedem prá você comprar lá fora. Vou eu comprar e pedir a habitual casquinha virada no copo. A vendedora não quis me dar. Disse que o copo é de uso dos funcionários e não pode ser dado. Porra, eu não sempre peguei? Tá, como eu não tava afim de briga, entrei de novo na lanchonete. Mui educadamente, me dirigi à gerente:
- Por favor, eu preciso de um copo para colocar o sorvete do meu filho e, caso você não possa me ceder um, gostaria de ser informada do preço dele prá poder comprar. Preciso do copo e pago o valor que você me pedir no pequeno objeto.
A moça fez uma carinha de sem gracinha, porque o lugar estava lotado, e me entregou um copo.
Essa foi a primeira do dia. Voltei prá casa e me puz a redigir a resposta pro bilhetinho idiota que um vizinho pregou no parabrisas do carro.
O conjunto tem 3 edifícios e não tem vagas prá todos os carros. Também não tem vagas cobertas. Um grupo de moradores se juntou e cobriu uma área na lateral do meu prédio. Tá, só quem pagou pode usar, mas como teve gente que foi se mudando, outros foram usando as vagas. Nosso carro fica em uma das vagas, que são superapertadas.
Um morador do prédio vizinho (vejam bem, nem mora no prédio onde fizeram a garagem coberta de vaquinha!) para o carro dele lá também, de cara de pau que é. E a vaga dele é do lado da nossa.
Hoje, quando eu entrei no carro, vi que tinha um papel no limpador:
"Por favor, estacionar de maneira correta o seu carro, devido a falta de espaço para sair do meu carro (banco-motorista). Obrigado, JR  20/08/10  aptº 403 Ed Piauí"
Os erros foram mantidos. Coloquei só as iniciais da assinatura.
Tá, prá quem estaciona no espaço que não lhe pertence, achei super cara de pau. Minha mãe disse que não achou que ele foi descortês. Mas eu achei folgado prá quem mudou há pouco tempo prá cá.
Ok, pensei. Sem resposta eu não deixo. Futucaram o escorpião! Voltei do lanche e me pus a redigir a resposta, que foi entregue de igual forma, pelo parabrisas do carro do dito-cujo:
"Vitória, 22 de Agosto de 2010
Caro Sr. JR:
Nossa família vive no Ed. Pernambuco há aproximadamente 36 anos. Sempre tivemos uma convivência harmoniosa e quase familiar com todos os que nos cercam. Nunca fomos intransigentes e sempre nos mantivemos abertos ao diálogo para resolver qualquer questão. Mas como o senhor escolheu este instrumento para comunicar-se conosco, é por ele que venho ter com o senhor.
Primeiramente, desculpo-me se caso, na correria do dia-a-dia, nosso veículo não foi estacionado de forma a proporcionar conforto para o senhor. Porém, creia, quando o seu veículo está estacionado ao lado do nosso, os ocupantes do lado 'carona' também têm dificuldades para abrir as portas. E como o senhor já deve ter notado, somos uma família 'de peso', se me permite o tom bem-humorado.
Infelizmente, quando estes edifícios foram projetados, os construtores não puderam prever que um dia faltariam vagas para abrigar os carros dos que têm a sorte de viver aqui - nasci aqui e adoro este lugar! Então, não nos resta outra alternativa a não ser nos apertar em vagas estreitas e contar com nossa perícia para fazer isto de forma eficaz. Eficaz mas não perfeita, dada nossa humanidade.
Finalizo garantindo ao senhor que todos os motoristas de nossa família são habilitados nas conformidades da lei. Eventualmente, um de nós pode não estacionar o carro de forma perfeita e milimétrica. Porém, não estacionamos neste espaço ou nenhum outro pela cidade de forma 'incorreta', como o senhor descreve em seu bilhete. E reforço nossa disposição para um diálogo franco, aberto e maduro para o enfrentamento desta ou qualquer outra questão.
Loredana Vimercati, em nome da Família Vimercati, aptº 201, Ed. Pernambuco"
Ah, me dá a licença?? Levou um toco prá deixar de ser folgado. e meu irmão me olha e comenta sorrindo: "até prá ser grossa você tem classe..."
É, né...?

sábado, 21 de agosto de 2010

Reviravolta

Descrita no Solteira na Ilha. O mundo gira, e gira, e gira....

Porque hoje é sábado

Eu tô aqui trabalhando. Plantão no sábado... O dia tá devagar, o que é até pior, porque com pouco movimento parece que o tempo demora mais prá passar.
Esqueci de programar meu celular prá despertar, então acordei atrasada e tive que me arrumar às pressas.
Daí vou andando, 10 minutos de caminhada até a praia prá pegar meu ônibus. O ponto fica na frente de um sinal de trânsito, que estava vermelho. Como o ônibus não entrou no recuo, eu bati na porta do motorista e pedi encarecidamente que ele abrisse prá mim. Pois o cretino do homem não abriu!
Eles têm essa política de não pegar passageiro fora do ponto. Tá, porra, mas o ponto é na frente do sinal! Ele táva parado, custava me deixar entrar?
É por isso que, às vezes, quando o ônibus para meio longe do ponto que quero saltar, eu não saio de dentro do ônibus. Uma vez o cobrador falou: "desce, minha filha". Eu respondi: "desço não, se eu der sinal fora do ponto vocês não param prá mim, então quero descer no ponto". Muito justo, né?
Depois me chamam de grossa...
Eu não sei no que vai dar, provavelmente nada, mas eu vou encaminhar uma queixa à ouvidoria da CETURB (que é a commnpanhia estadual de transportes públicos daqui). Pelo menos eu não vou ficar calada. Desde que vendi meu carro há 4 anos, essa é a primeira vez que ando de ônibus prá valer, todo santo dia. Vejo de um tudo. Freadas bruscas, curvas tão acentuadas que dá a impressão que o ônibus vai capotar, arranque sem esperar o usuário subir ou descer... Chega, hoje meu saco encheu. Vou aproveitar e vou mandar minha queixa à imprensa também. Vou falar pelos cotovelos.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Um ano!

Hoje faz um ano que me lancei na aventura de escrever um blog. Sim, aventura, porque eu nunca tive intimidade com nada dessas coisas. Por influência da Mila (a culpa é tua, loira!) comecei o Pérolas como "Dona Lô". Depois mudou para o nome atual.
No comecinho eu ficava com receio. De escrever demais, de escrever de menos, de não saber a hora de falar ou não... Depois relaxei.
Amo atualizar meu querido diário eletrônico. Adoro os pitacos alheios. Amo partilhar minhas idéias. Os poucos leitores declarados estão sempre aqui participando, e eu acho muito legal socializar os pensamentos.
Eu xingo se eu quiser, eu falo o que me dá na telha, é uma delícia. Gostei tanto de blogar que acabei por fazer outros dois blogs: Projeto MeiaZero e o caçula Solteira na Ilha.
Aliás, uma satisfação prá quem seguia o Projeto: parei de atualizar porque parei de fazer a dieta. Simplesmente não tinha cabeça prá ficar contando calorias porque estamos enfrentando problemas sérios de saúde na família. E também não estou fazendo nenhuma atividade fisica. Então, quando tudo se acertar, retomo meu autocuidado. Agora, estou envolvida com o cuidado dos meus.
Aos que sempre passam por aqui, por curiosidade, por amizade, por hábito, tanto faz: obrigada pela presença! Vocês me oferecem uma verdadeira terapia quando dão atenção às besteiras que despejo aqui.
Aos que ainda virão: que sejam bem-vindos! Leaim, palpitem, participem!
Feliz um ano de Pérolas!!!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Aniversário

Gente, quase não me lembro! Dia 20 faz um ano que eu coleto pérolas no meu dia a dia prá jogar aqui! E meus porcos continuam magrinhos, porque prá eles não vai pérola nenhuma. Vou festejar!

Frio de lascar

Eu vivo dizendo que sinto saudades de São Paulo. Pois é, prá matar minhas saudades, em Vitória faz um frio desgramado, daqueles de desanimar a gente até de sair da cama. Tá parecido com Sampa, só que aqui venta muito mais, por ser beira-mar.
Tá bom prá tomar vinho, comer fondue e... namorar, mas eu já sei lá o que é isso... Hahahahahahaha!!!

domingo, 15 de agosto de 2010

P.S.:

Isso é obra da TPM!
Diz que hoje é o dia do solteiro. Ai-ai…

Cá estou eu , nodia do solteiro, solteira, e eu não tô nem um pouco com cara de comemoração. Vou lá comemorar estar encalhada? Fala muito sério!
Outra coisa que eu não entendo é o povo que coloca a cara no jornal prá falar que tá solteiro por opção. Porra nenhuma, duvido que a pessoa simplesmente não queira ter companhia. Não creio mesmo nisso.

sábado, 14 de agosto de 2010

Ressaca

Pois é. Ressacona. Tomei dois comprimdos de sonridos caf logo de manhã cedo, mas nem assim. Parece que meu cérebro vai sair pelas orelhas. Vou prá cama cedo e tentar entrar em estado de hibernação.
Até!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Cultura

Eu sempre fui muito ligada à cultura. Muito mesmo, desde criança. Mas também, cresci ouvindo a Turma do Balão Mágico cantando com Djavan. E esse gosto por música e manifestações culturais sempre me acompanhou.
Na escola do Filhote, o SESI, todo ano tem apresentação cultural, justamente com o objetivo de não deixar as crianças se afastarem desse contato com a cultura, nessa época em que estão todos tão ligados a computadores, jogos, etc.
Apenas a educação infantil participa. Fazem uma dança com alguma cantiga de domínio popular, ou de grande conhecimento. Esse ano, a turminha do meu filho fez uma apresentação que me levou às lágrimas.
Ele não é de contar muito sobre o que faz na escola, o que me deixa 'pt' da vida. E ele não me contou dos ensaios. Só soube que teria uma apresentação porque a professora mandou recadinho na agenda pedindo roupa de pescador.
Tá, mandei calça jeans com as pernas dobradas, camiseta branca e chapéu de palha. Fui prá platéia do teatro ansiosa prá saber o que eu veria.
A turminha dele era a última, de seis salas. Qual não foi minha surpresa quando abriram-se as cortinas: as menininhas vestidas de sereias (liiindas!) e os meninos, atrás, de pescadores.
Começa a música:
"Perdi meu anel no mar...não pude mais encontrar..."
Pronto, ali mesmo já começou o choro. Era Bia Bedran!! A "Ciranda do Anel", uma das músicas que eu mais amava quando criança. E mais: em 1996 a então Vale do Rio Doce fez um evento num shopping da cidade sobre preservação, e eu consegui um bico prá trabalhar na recreação educativa com as crianças. Durante 3 dias, no final do evento, tinha show da Bia. No segundo dia, ela sumiu a poucos minutos da apresentação e me mandaram procurá-la. Encontrei-a na porta das Lojas Americanas atolada de sacolas. Ela: "menina, me ajuda aqui, comprei coisas demais!" E aí fui euzinha, carregar algumas sacolas para Bia Bedran.
Assisti a todas as apresentações junto com as ciranças, sentadinha no chão, participando, batendo palmas, aos então 20 anos de idade. Olhos atentos, lembro que nem piscava.
E aí anteontem meu filho, vestido de pescador, fazia carinha de indagação cantando: "quem sabe um pescador encontrou o meu anel e deu pro seu amor!"
Me acabei! E adorei também! Não sei dos meus leitores quem tem filhos, acho que só no Namolito da Mila. Pois olha, Namolito, mostra isso pro seu pequeno, viu? Encha os olhinhos dele com essas coisas boas, prá balancear tanta porcaria que é bombardeada diariamente pela tv nas nossas crianças. E quem mais ler isto aqui, siga o conselho!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Eu sei, eu sei...

Que ando em falta com meu querido blog, e com meus poucos porém fiéis leitores. Falta tempo. O trabalho aumentou, o desgaste e o cansaço também. Fora que meu querido pai está adoentado. Então, quando der, mais do habitual azedume....
Bronca prá todo mundo que não foi lá no Solteira na Ilha!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

A título de informação

Só prá vocês saberem o que andei fazendo sábado à noite...

Idéias do meu irmão... Juro! KKKKKKK!!!

O recomeço

A nova unidade de saúde assusta, é o dobro do tamanho da outra. Pelo que vi, o volume de pacientes também. Tem nada não, vou exercitar ainda mais os super-poderes da Enfermeira Lô. Me virar em duas, três, quatro, é um deles! KKKKKKKK!!!
Fácil não vai ser, mas tudo bem. Pouca dificuldade tira toda a graça da coisa.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Aconteceu

Fui transferida para outra unidade. Hoje enchi uma caixa de objetos pessoais meus e vim embora com dor no coração por deixar meus colegas de dois anos prá trás. Tem gente que não me agrada, mas tem muito amigo por lá. Vou embora triste. Mas tudo bem. Renovar é preciso.
Soube que os caras do episódio do sábado levaram um cacete da polícia e juraram que iam me pegar. Então a coisa ficou meio feia. Bom mesmo eu ter saído de lá.
Bola prá frente!

domingo, 1 de agosto de 2010

Basta!!!

Ontem tive problemas sérios no trabalho. No final do plantão chegarm uns caras visivelmente alterados, machucados por tombo de moto. Eram dois feridos e dois que tinham socorrido. Oa quatro fazendo baderna na unidade. Pedi silêncio, pedi respeito e um deles, quem não estava machucado, partiu prá cima de mim aos gritos, me ameaçando, me acuando, me acusando de humilhá-los e negar atendimento - o que não foi verdade, foram atendidos. Fui obrigada a chamar a polícia. Mas não pude dar queixa. O cara deixou muito claro que era da área, e o bairro é perigosíssimo. Depois eu ia pegar ônibus num ponto à noite, e quem me protegeria?
A coisa ficou meio feia. Bom, tomei uma decisão: amanhã mesmo vou à Secretaria de Saúde pedir minha transferência. Não volto mais àquela unidade. Chega. Serei mais uma entre os muitos profissionais que deixam a unidade por causa da violência.
Foi até bom, porque eu já queria sair mesmo. Mudaram nossa administradora por causa da bendita política. Estammos à mercê de uma pessoa que nunca fez isso na vida, que em uma semana já meteu os pés pelas mãos quinhentas vezes. O ambiente já está intolerável mesmo.
Vou me embora daquele lugar.
Chega!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Respeito

Oi, ando sumida do blog. Mas estou com visitas - uma amigona das antigas, do tempo de adolescente, que mudou prá Rio das Ostras, chegou a Vitória e passa os dias aqui em casa com  filha de 6 aninhos. Filhote de férias, que tempo eu tenho? Rsrsrsrsrs, nenhum, né?
Acabei de ler o post revoltado da Karine, sobre a falta de respeito das colegas de república dela, daí lembrei o que me aconteceu ontem voltando prá casa depois do trabalho.
Pego ônibus no terminal, a maioria das vezes consigo vir sentada. Daí no terminal seguinte o ônibus enche um pouco mais, quem entra via de regra viaja em pé.
Eis que me entrou uma gestante nos seus 6 meses de gravidez. Do meu lado, um funcionário da empresa de ônibus, que viaja de graça. Devia ter uns 40 anos. No banco da frente, de frente prá mim, um senhor de uns 50 anos, alto, via-se que era saudável.
A moça entrou, ficou de pé ao meu lado. Lancei meu olhar 43 pros dois, que não se manifestaram. Putaquepariu, cara!!! Levantei e falei prá menina:

- Senta aqui, meu anjo, que eu já andei de ônibus grávida e sei que cansa. Quem é mãe é que sabe, né?

Ninguém vai saber a carinha de alívio que ela fez. Na verdade, eu andei de ônibus uma vez só na gravidez, porque naquela época eu ainda tinha carro. Mas sei que as pernas cansam com a gravidez avançada.
Sei lá se a cara queimou na hora, mas o funcionário da empresa se levantou 5 segundos depois de mim. Daí eu voltei a me sentar.
Porra, gente! Não tem mais cavalheirismo, não tem mais respeito, não tem mais nada! A moçada anda um bando de brucutus, mas os mais velhos ainda tinham um comportamento mais cordial. Parece que até eles estão se esquecendo...
Eu me esforço prá ensinar Filhote que as amiguinhas na escola tem que passar na frente na hora de entrar na sala de aula, que elas tem preferência na fila do bebedouro... Daí eu vejo dois marmajos de cabelo branco na cabeça agindo desse jeito. Dá vontade de gritar: teve mãe não, porra?!

domingo, 25 de julho de 2010

Novo blog

Tá, eu sei que eu já tenho dois. Também sei que abandonei o Projeto MeiaZero - mas o porque é prá explicar com calma, numa putra oportunidade - mas eu resolvi escrever sobre mim. Quer dizer, aqui eu já escrevo. Mas vou deixar o Pérola prás coisas do cotidiano, Filhote, trabalho, essas coisas. O Solteira na Ilha é meu querido diário. É prá lá que vou mandar aquele monte de histórias das bolas foras ou não que dou enquanto busco uma companhia decente na vida.
Passem lá!!!

sábado, 24 de julho de 2010

Viajando na maionese, na batatinha, na salada... Tudo menos trabalhando! Hahaha!!!

Tô no trabalho. Instalaram internet na sala da coordenação, e eu que não sou besta nem nada tratei de trazer meu filhote de computador prá cá. Agora tô aqui viajando enquanto não dá a hora de sair. Plantão o dia todo... Pior é que tem um determinado horário em que os pacientes simplesmente somem. A hora demora mais prá passar. Mas tá bom. Tá ruim, mas tá bom.

*****

Falando em coordenação, tiraram a coordenadora, Chefinha, daqui. Pura politicagem. Detesto isso. Chefinha entrou aqui num climão danado por conta da coordenação anterior. Essa unidade tava de cabeça prá baixo. Em um ano fez o que outros não fizeram em 8! Agora que tá tudo caminhando bem, vem outra pessoa e tasca o emprego alheio. E é puramente política. Ano de eleição é foda.

*****

Eu devo ter sido paulistana na encarnação passada. Paulistana e corinthiana. Não consigo outra explicação pro fato de sempre me interessar/envolver com paulistanos. Cara, sei lá se eu já me cansei da capixabada de cara fechada e exigente demais com beleza física. Os homens de São Paulo não são assim. É legal o jeito de como eles conversam, se apresentam com naturalidade ( não ficam naquela de pedir pro amigo falar com você, detesto isso e é uma característica marcante do capixaba) e, não sei se por conta da distância da praia, não te exigem cintura de 60cm e marquinha de biquini fio dental. Motivo da divagação: um paulistano, oras! E, pasmem, de pele morena como a minha!
E vamos combinar, o sotaque com o 'r' apertadinho é uma delícia!

*****

Ontem, por conta da transferência da Chefa, ela tava toda tristinha. Me encontrou na praça onde eu estava com Filhote e acabamos tomando todas por lá. Aliás, quase todas, porque eu tava com meu baby. Mas foi suficiente prá me fazer tomas dois comprimidos de Neosaldina e precisar de um terceiro. Eita ressaca! Acho que meu fígado tá deixando de ser tetrafuel...


*****

Ontem assisti pela zilhonésima vez "Ele Não Está Tão Afim de Você". Sem comentários. Cada vez que assisto acho que fico um pouco menos Gigi. Não tanto quanto gostaria, ou quanto deveria, mas me sinto.
E eu bem queria um Ben Affleck me dando um diamante no bolso da calça suja... Ô, se queria....Hahahaha
*****

Hoje é aniversário do meu amigo blogueiro Junião! Amore, toda força do mundo prá ti!!! Beijaço na bochechona!!!
Às vezes a gente faz o proibido depois fica pensando... Agora já era, né? Nada demais.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Mascou

Minha noite deu errado. Comi algo estragado na praça antes de sair de casa, estou me acabando de enjôo e acho que não demora muito, vou descomer tudo. Voltei mais cedo, deixei meu irmão por lá mesmo. Tô podre.
Droga!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

terça-feira, 20 de julho de 2010

Matutando

Tem umas coisas que eu não entendo. Dia desses tava lendo uma reportagem sobre a tal BBB Priscila. A morena é até munita, mas a reportagem que ela acreditava ser algo positivo, prá mim é um tiro no pé.
Não é que a moça diz que contratou professor de português, está estudando história e lendo sobre esportes prá não 'passar vergonha'? Ela alega que já ficou muitas vezes constrangida porque não sabia discutir esse ou aquele tema, e falava errado esta ou aquela palavrinha.
PERAÊ, minha filha!!! Se você concluiu o segundo grau, prá quê professor de português? Tá que eu também não escrevo ou falo com perfeição gramatical, mas o básico, se eu estudei, eu lembro!!! E eu também não matei aula de história. e eu leio o jornal todo, sobre tudo, daí sempre estou informada.
Tipo assim, ela agora quer falar que está investindo na inteligência (ai, estudar de novo porque já esqueceu?) prá deixar de ser só um rostinho bonito (devia contratar o professor de matemática prá calcular a probabilidade de alguém levá-la a sério...) e aí todo mundo vai se admirar de como ela é uma 'mulher versátil'.
Me abana!

*****

No meio de uma luta ferrada contra meu excesso de peso e de volume, minha mãe, que nunca foi uma grande incentivadora de nada - é da personalidade dela, ela nunca foi muito calorosa mesmo - lê uma reportagem sobre modelos plus size - com fotos lindas, aliás - e me tasca a pérola: "viu, você devia tentar". Confesso, achei um barato. Se tenho grana no bolso, juro que já estava no estúdio fazendo um book e me sentindo toda toda.

*****

Hoje meu filho pediu tanto que acabei locando - sim, temos uma banca de jornais aqui perto que resiste à pirataria - o filme 'Transformers'. Ai, gente, deve ser a época do mês, mas amei o filme! Que fofinho, que hollywoodiano o roteirinho que faz a gente se apaixonar pelo carro guardião do herói com cara de nerd que peida no elevador!!! Ai, que raiva da beleza da Megan Fox! Ainda bem que ela é intragável, porque boazinha ela me daria ódio. E que ninguém ria, eu ainda não tinha visto mesmo o filme.

*****

E estava eu tão puta com o rumo que minha vida sentimental tomou, que hoje falei com Aba, minha amiga, que ia jogar a toalha e deisistir de me relacionar com os bananas que cruzam meu caminho. Pois não é que, em meio ao desânimo total, ligo meu netbook agora há pouco que mal conecto o msn e recebo um convite? Sim, me chegou a mensagem:

- Lô!!! Quer sair comigo?

Mexicano, aquele danado da voz sexy que vive sumindo no mundo, me pegou na curva. Depois de uma conversinha apimentada, o date ficou marcado e lá vamos nós, nos divertir um pouquinho. Mereço.

*****

Minha queridíssima cheffe me deu uma semana de férias depois que eu surtei, literalmente, no posto de saúde semana passada. Quase me acabo. Bom, uma semana não é lá muita coisa, mas tá bom. Isso eu mereço. Muito.

*****

Um peteleco na orelha de quem me chamar de estressada!

domingo, 18 de julho de 2010

Festa em família

Ontem teve festinha de 15 anos da minha prima, Iaiá. Delícia. Me diverti muito, lembrei da minha festa, que também foi um estouro, comi prá caramba (o vestido apertou, haha!) e me aconteceram duas coisas, sei lá, meio engraçadas, meio esquisitas, nem sei classificar:
1) A tia da aniversariante, me vendo metida num vestido com um decote vertiginoso (cara, tava até meio indecente mesmo), pergunta: "colocou silicone?"
Gente, na boa, me vieram uma infinidade de respostas na cachola. Mas era dia de festa, a moça vinha do Rio e não me via há, sei lá, uns 4 anos. Brinquei dizendo que era só obesidade, afinal, tô roliça mesmo. Ela tratou de emendar: "Nada, é genética mesmo! Imagina, tanta gente gastando grana e você aí, esbanjando!" Hahahaha, entre o pescoço e a cintura tô valendo uns dezmil real, no mínimo! Tirei por menos.
2) Professor, sim, aquele, estava lá. Ele é professor da Iaiá há uns 4 anos, de futsal. Me viu, olhou pro decotão (teve jeito não), olhou de volta e falou pastosamente: "oi, tudo bom?" Ganhou um "o" mais seco que farinha e teve o privilégio de ver o meu lindo vestido de costas, porque foi exatamente isso que lhe dediquei depois do breve cumprimento. O encosto passou a noite toda me olhando de longe, ou passando por onde eu estava e "esbarrando" em mim. Ai-ai...
Me desbundei de dançar. Dancei até o rebolation! Elementos básicos: meu filho derrubou uma bandeja das mãos do garçon com 2 cervejas cheias no chão. Rendeu um susto e uns lamentos (hahaha). Meu cunhado, depois de umas doses de "visqui" derrubou um tecido quue circulava a tenda que servia de boate. Caiu sentado. Mas o copo não saiu da mão!
Gente, delícia festa em família. Adoro!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Resposta

Ontem estava eu com Filhote num churrasquinho aqui embaixo, na praça ao lado do prédio e ele, assim que acabou de tomar sua Sukita laranja, jogou a latinha no chão prá jogar futebol - ele ama futebol de latinha, o moleque.
A dona do churrasco, que me viu grávida, brincou que eu devia tomar vergonha e comprar uma bola pro menino. Eu ri, não ligo, nos conhecemos faz muito tempo.
Só que um mané, que não tinha sido chamado prá conversa, solta a pérola atrás de mim:

- Esse aí, em vez de jogador de futebol, vai ser catador de latinhas.

O sangue foi e voltou na cabeça, fervendo. Apesar da irritação, virei pro palhaço e respondi placidamente:

- Pelé jogou com bola de meia nem por isso virou sapateiro. Boa noite.

Dei as costas e fui prá casa com meu futuro craque pela mão. Mexe com mãe que tá quieta, otário. Perdeu uma chance de ficar calado e ainda saiu no lucro, porque era mesmo prá eu ter dispensado a opinião, afinal, opinião interessa quando eu peço, e eu não tinha perguntado nada. Fui muito boazinha com ele. Mas ele que não se meta a engraçadinho de novo, porque sei exatamente quem é. Vai levar um toco prá deixar de ser palhaço.